Rss Feed
  1. Pandemônio ( Lauren Oliver)

    segunda-feira, 11 de maio de 2015


    girafinha
    Tudo o que você era, a vida que tinha, as pessoas que conhecia… adeus. (…) — Não existe o antes. Só existem o agora e o que vem depois.

    pág. 22

    Pandemônio é a sequência de Delírio, e é o mar de delícias pra quem gosta de aventuras, você devora esse livro em um piscar de olhos! Cara, que livro bom, gostoso, cheiroso ... aiai *-*
    Acho que depois desse livro definitivamente contraí o delíria haha. Ele tem muito mais ação que o Delírio e as partes "paradas" são bem poucas, você encontra aqui personagens mais fortes e encantadores, e conhece a fraqueza de cada um. É um livro que te faz ver que todo mundo tem seu defeito e continua a criticar a sociedade como um todo. Essa trilogia é bem o que eu considero um retrato atual da sociedade de hoje, pelo menos a do Brasil. E é "bão demais da conta". Essa resenha tem Spoiler, não tem como não ter já que é continuação.

    Edição:

    Diagramação muito boa, espaçamento também. A capa é só amores, sou apaixonada pelas capas da trilogia! Esse metálico delas chama a atenção, e as cores foram bem colocadas, porque eu sou daquelas que analisa a obra como um todo, desde a capa até os créditos finais, então digamos que eu entenda (ou pelo menos seja minha forma de ver as coisas), o porque de cada cor. O roxo de Pandemônio existe por causa da guerra que se inicia do governo, porque tem muitas cenas de luta e a "guerra" está aí na cara de quem quiser ver (meio bizarra essa análise, mas é).

    Estória:

    Lena atravessa a cerca e tudo em fim se difunde, ela está para morrer já que está ferida e sozinha correndo para algo que nem mesmo ela sabe o que é, ela sofre vários devaneios na trajetória e parece que vai realmente partir desta para melhor. Porém quando menos espera é resgatada por um grupo de Inválidos e levada para um abrigo próximo do rio em que estava. Este livro não tem capítulos normais, são separados em "antes" e "depois" até o final. Antes conta a parte antes dela se infiltrar na cidade de Nova York como simpatizante, e o Depois, o que se sucede depois (oooh). O cenário muda, as pessoas também, Lena tem que aprender a seguir a vida com pessoas que ela mal conhece e que antes julgava serem más, e além de tudo tem de encarar esse mundo novo cheio de desafio por sobrevivência sem o Alex o que se torna tudo completamente pior. 

    Lena tem que vigiar Julian Fineman, pois ele é a grande esperança  do "América Sem Delíria" em um evento grandioso que terá no centro de Nova York, porém ocorre um ataque dos saqueadores (pessoas inválidas que só querem roubar e matar), nesse evento e acabam por sequestrar tanto Julian, quanto Lena. A partir daí os dois acabam por construir um laço tão grande que acaba sendo um problema, já que Julian não está acostumado com o tipo de afeto. Algo que os dois terão de superar juntos, para sair dessa e para descobrir o que o governo corrupto esconde. 


    ♡

    Os personagens:


    Lena: A mesma Lena de Delírio, porém diferente. A Lena cresce demais neste livro, mas não de altura ou idade, cresce como pessoa. Ela tem de aprender na Selva como sobreviver, vai aprendendo como lidar com seus sentimentos, e também como tentar esquecer Alex. Eu me orgulho muito da Lena que ela se tornou.

    Graúna: Ou Raven (em inglês), é a líder do grupo de Inválidos que acolhem Lena, ela se torna muito importante ao decorrer da história.

    Prego: Também é do grupo de inválidos que acolhe Lena e a mão direita de Graúna.

    Julian: Filho do homem mais importante do "América Sem Delíria ", é um exemplo para todos os jovens que estão para serem curados. Ele cresce muito durante o livro e mesmo confuso com todas essas novas informações e sentimentos, ele se dá muito bem. Você se apaixona por ele ♥

    Por ultimo só tenho que dizer que amei mais que Delírio esse livro, é o meu preferido da série! Já li Réquiem e logo posto aqui *-*

    Título Original: Pandemonium
    Autora: Lauren Oliver.
    ISBN: 978-0061978074
    Editora: Intrínseca
    Edição: 1ª edição.
    Reações: 
    |
    | |


  2. 2 comentários:

    1. Parece ótimo, principalmente pelo contexto de mostrar que o mundo é imperfeito!

    2. Sim Mib! É um livro que não apenas te transporta para uma aventura, mas também te faz pensar que todo sistema tem uma falha e assim como o do livro é corrupto. (pelo menos o nosso)

    Postar um comentário